ELASEEsportes

Vôlei na Elase: Mateus Bender colhe os frutos na Superliga

A ELASE é sinônimo de vôlei em Florianópolis, por isso um dos atletas que defendem a camisa do Sesi-SP na Superliga Masculina tem o DNA do clube. Mateus Bender, aliás, é formado desde a base na ELASE.

Mateus Bender fez parte das escolinhas da ELASE, assim como tantas crianças e adolescentes dos 9 aos 17 anos. De férias em Florianópolis, enquanto descansa, o atleta voltou ao clube para usar a estrutura e manter a parte física e técnica.

Entrevista com Mateus Bender, formado na ELASE

Mateus Bender conta a seguir detalhes da sua passagem no vôlei da ELASE. Além de relatar a importância dos professores na formação, o levantador de 1,94m fala da vontade de crescer ainda mais na carreira.

Você está em Florianópolis de férias, mas não deixa de treinar. Por que voltar à ELASE?

ELASE é um clube que desde sempre me acolheu muito bem, sem falar na ótima e completa estrutura. Sempre vi o clube fazer isso com outros atletas também. Por exemplo, eu tive a oportunidade de acompanhar treinos dos levantadores Marlon e Bruninho aqui no clube. Com isso aprendi que, mesmo quando temos folga, não devemos ficar completamente parados. Afinal, nosso corpo é a nossa ferramenta de trabalho.

Qual a importância do trabalho no vôlei da ELASE para você chegar onde está agora?

O trabalho de base é muito importante e o clube sempre levou isso muito a sério. Tive ótimos técnicos, como Marcelo Zenni e Rodrigo Kowalski, que me ensinaram e me qualificaram para a função de levantador. O clube sempre investiu na participação de campeonatos para nos dar experiência. O fato de jogar campeonatos estaduais e de nível nacional (por exemplo Mercosul e Taça Paraná) fez com que aparecesse no cenário do vôlei, representasse algumas vezes o meu estado no Campeonato Brasileiro de Seleções e contribuiu muito para que eu pudesse ter oportunidade de compor a base de um dos mais tradicionais clubes do país que é o SESI-SP.

Como a sua experiência com a primeira temporada de Superliga, o que sentiu em relação a isso?

Participar da Superliga foi uma oportunidade maravilhosa. Treinar com jogadores consagrados (como Murilo Endres) e enfrentar outros grandes jogadores mundiais do vôlei foi muito legal. Com certeza foi uma experiência que ampliou minha visão sobre o voleibol e me motivou a treinar ainda mais para chegar aonde eles chegaram.

Qual a sua expectativa para a próxima temporada no SESI?

Ano passado ficamos sem jogar na categoria de base por causa da Covid-19. Espero que, com segurança, possamos ter campeonatos para jogar este ano. Então, meu objetivo é jogar o máximo possível na categoria sub-21 e treinar muito para conquistar uma vaga no time adulto para próxima Superliga.

Como foi a sua passagem pela ELASE, que lembranças você carrega?

Minha passagem pela ELASE foi de muito aprendizado e crescimento como atleta e pessoa. As lembranças são de trabalho em equipe, superação e amizade. Fiz muitas amizades que vou levar para minha vida. Claro que eu não esqueço das cobranças dos meus técnicos Marcelo e Rodrigo. Eu sou levantador, a maioria das tomadas de decisões do jogo passa por mim. Eu tinha que ser cobrado e corresponder. Isso me fez crescer. Eles me fizeram melhorar como atleta. A sim eles elogiavam também. São excelentes profissionais. Gratidão.

Tem alguma experiência marcante nos seus anos de atleta da ELASE?

Vários. Acho que ser atleta é um desafio constante. Mas, quando eu ainda era pré-mirim, eu lembro de um jogo contra uma equipe do sul do Estado que saímos perdendo de 2 a 0 e depois viramos e ganhamos o jogo de 3 a 2. A partir daquele dia aprendi que tudo por ser revertido, basta acreditar e lutar. Foi um dia muito marcante e feliz na minha vida.

Mateus Bender, deixe uma mensagem para os atletas da base atual da ELASE.

Para os atletas de voleibol da base da ELASE eu diria para se dedicarem muito nos treinos, na academia e na escola. Mas, acima de tudo, divirtam-se jogando vôlei. Para mim esse é o segredo. Fazer algo na sua vida sem paixão não te leva a lugar nenhum. Deixo uma mensagem também aos sócios do ELASE. Aproveitem a estrutura do clube com diversas modalidades e oportunizem seus filhos a praticar esportes. Meus pais sempre me incentivaram a praticar vários esportes. Eu escolhi o voleibol. Hoje é minha paixão. Obrigado, ELASE.