Dicas

Brincadeiras antigas, jogos e atividades para divertir as crianças nas férias de julho

Brincadeiras antigas

Nestas férias de julho, que tal tirar as crianças da frente da televisão ou do videogame e propor uma série de atividades lúdicas, como brincadeiras antigas e jogos que divertem muitas gerações? Vale chamar os avós, os tios, os padrinhos, todo mundo vai querer entrar na brincadeira, e as crianças terão ótimas lembranças da infância.

 

A IMPORTÂNCIA DA BRINCADEIRA NA INFÂNCIA

A brincadeira tem papel fundamental no desenvolvimento cognitivo, social e emocional das crianças. Hoje em dia, muitos pequenos têm agenda lotada de compromissos. Com isso, acabam sem tempo para as brincadeiras. Essa falta de tempo livre para criar e se divertir reflete na formação pessoal, gerando adultos mais ansiosos, estressados e que não se permitem criar e experimentar novidades.

 

Mais do que uma atividade prazerosa, as brincadeiras permitem que as crianças desempenhem papéis sociais – no faz-de-conta, por exemplo, quando podem ser mamãe, papai, professora, bombeiro etc. –; desenvolve funções motoras e cognitivas, o raciocínio e a criatividade; estimulam o convívio com outras crianças e o respeito às regras, à individualidade e à coletividade.

 

HABILIDADES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM BRINCADEIRAS

– Lógica: Quebra-cabeças, jogo da memória

– Linguística: Contação de histórias, charadas, trava-línguas, palavras cruzadas

– Corporal: Mímica, imitação e atividades motoras (alguns exemplos: estátua, vivo-morto, cabra-cega, amarelinha)

– Relações intra e interpessoais: teatro, jogral, telefone sem fio, faz-de-conta (como brincar de casinha ou de escolinha)

 

BRINCADEIRAS ANTIGAS QUE DIVERTEM TODA A FAMÍLIA

Muitas brincadeiras dos tempos dos nossos pais ou avós acabaram esquecidas com a chegada dos computadores, tablets e smartphones – cada vez mais presentes no dia a dia das crianças.

Para entreter as crianças durante as férias, aos fins de semana ou sempre que elas tiverem tempo livre, separamos algumas brincadeiras antigas que prometem momentos de muita diversão.

 

Caça ao tesouro

Esconda pistas pela casa ou pelo quintal de modo que uma pista leve a outra até que a última leve a um tesouro (que pode ser um bombom, um brinquedinho, uma carta ou qualquer coisa que sua criatividade mandar).

 

Mímica

Em dupla ou em grupo, as crianças escolhem um tema (animal, filme, desenho animado etc.), escrevem exemplos em vários papéis que serão dobrados e sorteados para serem encenados. As demais crianças devem adivinhar qual a palavra sorteada.

 

Massinha de modelar

Estimula a criatividade e a coordenação motora fina. A brincadeira pode começar com a criança preparando a própria massinha. Basta misturar, em uma vasilha grande, 4 xícaras de farinha de trigo e 1 xícara de sal, acrescentar 1 e ½ xícara de água e 3 colheres de sopa de óleo, misturar bem até que formar uma massa homogênea (pode ir adicionando água até dar o ponto), em seguida, é só colorir com algumas gotas de corante alimentício.

 

Amarelinha

Desenhar quadrados numerados no chão (com giz ou carvão), intercalando um (para pular com um pé só) com dois quadrados (para os dois pés). No fim da amarelinha, desenhe o céu. A criança joga uma pedrinha em um quadrado – onde a pedrinha cair, não pode pôr os pés – e, pulando, deve chegar até o céu, volta pulando até chegar no quadrado onde está a pedrinha, que deve ser apanhada sem que a criança pise com os dois pés no chão, e retorna ao início.

 

Batatinha frita

Uma criança é escolhida para ser a batatinha e deve ficar de costas longe das demais crianças colocadas uma ao lado da outra. A criança de costas fala “batatinha frita um, dois, três!” e se vira. Durante a frase, as outras crianças devem andar em direção à batatinha que fala. Quando ela se vira, as demais devem ficar paralisadas. Quem estiver se mexer, está fora. Ganha quem encostar primeiro na batatinha.

 

Telefone sem fio

As crianças devem se posicionar em círculos e uma dela escolhe uma frase para falar no ouvido da criança ao lado. A frase deve ser repetida – de ouvido em ouvido, somente uma vez – até passar por todas as crianças da roda. Ao chegar no último participante, a frase é dita em voz alta.

 

Gato mia

Uma criança com os olhos vendados deve pegar as outras, que andam em sua volta. Ao pegar outro participante, o que está vendado diz “Gato, mia!”, e a criança pega responde “Miau”. A criança vendada deve adivinhar quem é a criança pega. Se errar continua tentando até acertar.

 

COLÔNIA DE FÉRIAS DA ELASE

Para pais que entendem a importância e a necessidade de estimular a brincadeira durante a infância, mas não tem com quem deixar os filhos durante as férias de verão e inverno, a ELASE criou a Colônia de Férias, com pacotes semanais ou diários e um programa repleto de atividades esportivas, artísticas, jogos e brincadeiras.

 

Brincadeiras antigas